Domingo, 17 Mai 2020 15:17

O caminho de uma Evangelização fecunda e transformadora

Frei Gustavo Medella

“Santificai em vossos corações o Senhor Jesus Cristo, e estai sempre prontos a dar razão da vossa esperança a todo aquele que vo-la pedir. Fazei-o, porém, com mansidão e respeito e com boa consciência” (1Pd 3,15-16a). Na exortação de São Pedro, orientações preciosas acerca da Missão Evangelizadora da Igreja, da qual todos os batizados e batizadas são participantes.

Primeiro, a origem: Jesus Cristo que toca e santifica o coração daqueles que n’Ele creem. O evangelizador não anuncia uma ideia, um conceito, uma escola de pensamento nem uma doutrina. Muito menos anuncia a si mesmo. Ele é porta-voz de um encontro amoroso entre Deus e a humanidade. É deste mistério de generosidade que nasce o anúncio do Reino, que não se faz apenas pela voz, mas, principalmente, pelas atitudes e pelo testemunho.

Em segundo lugar, o conteúdo, aqui denominado por São Pedro como as “razões da esperança”. O evangelizador é aquele que teimosamente cultiva e apresenta uma postura esperançosa e esperançada que se destaca pela capacidade de conferir a tudo o que acontece um sentido pascal, que aposta na capacidade infinita do Senhor de, até mesmo diante de circunstâncias más e difíceis, fazer surgir o bem.

A terceira orientação diz respeito aos destinatários. No caso, aqueles que pedem a esperança anunciada pelo evangelizador. Importante salientar que “pedir” neste caso não se reduz a solicitar através de palavras. Existem outras manifestações que indicam o quanto aquela realidade está carente de esperança. E, se o pedido nem sempre é feito em palavras, assim também este anúncio muitas vezes deve ser feito por ações de socorro, cuidado e atenção, silenciosamente.

Por último, o modo de Evangelizar, “com mansidão, respeito e com boa consciência”. Vociferar alguns versículos da Bíblia, adotar uma postura preconceituosa, prometer sucesso financeiro ou material para encher o próprio bolso, incitar o ódio e o preconceito são práticas que em nada se relacionam ao autêntico anúncio do Evangelho. Obrigado, São Pedro, pela sabedoria de, em tão poucas palavras, nos apresentar o caminho de uma Evangelização fecunda e transformadora.

 

FREI GUSTAVO MEDELLA, OFM, é o atual Vigário Provincial e Secretário para a Evangelização da Província Franciscana da Imaculada Conceição. Fez a profissão solene na Ordem dos Frades Menores em 2010 e foi ordenado presbítero em 2 de julho de 2011.

Fonte: https://franciscanos.org.br/vidacrista/liturgia/6o-domingo-da-pascoa/

Ler 407 vezes
© 2016 - Ordem Franciscana Secular do Brasil.
Rua Adro de São Francisco, s/n, Saúde,
Zona Portuária, Rio de Janeiro – RJ
CEP 20081-290 - Fone: 55 (21) 2240-4565
Email: ofsbr@terra.com.br