Quinta, 28 Novembro 2019 15:26

Fraternidade Nossa Senhora do Bom Sucesso comemora 60 anos do Tombo

O tombo da Fraternidade local Nossa Senhora do Bom Sucesso, de Pindamonhangaba – SP, ocorreu no dia 28 de novembro de 1959. O documento oficial da aprovação foi expedido em 29 de novembro de 1959 pela diocese de Taubaté, porém a fraternidade já vinha sendo modelada anos antes por um grupo de fiéis fervorosos que havia na cidade e nos arredores, como nos conta Monsenhor João José de Azevedo também franciscano terceiro:

“Aqui fico nestas notas, recordando-me agora à primeira ata da fraternidade pindamonhangabense, quando no dia 1º de março de 1948, presidida pelo capuchinho Frei Eugênio Maria de Conchas, aqui esteve para desmembrar nossa fraternidade da de Taubaté e depois de um ano de experiência, promover a sessão Canônica como é de direito”.

Em 01/03/1948 houve uma missa celebrada por frei Maria de Conchas (OFM Cap. Nesta data ocorreu o desmembramento da fraternidade taubateana, dando origem à fraternidade pindamonhangabense. No ano de 1949 houve a primeira seção canônica conhecido hoje como Capítulo Eletivo.

À frente a piedosa e saudosa Maria Cândida Miné (tia avó da atual mestra de formação Maria Jose Mine Renoldi Gomes) que recebia periodicamente um dos capuchinhos do Convento Santa Clara (Taubaté-SP), que vinha assistir e confessar os irmãos dispersos da fraternidade taubateana.

Ao longo dos anos, 225 franciscanos terceiros, sedentos em viver, praticar e espalhar pelo mundo o evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo, deixaram os nomes registrado na história desta fraternidade. Homens e mulheres, cada um com o seu dom, se colocaram a serviço dos mais pobres e necessitados. Médicos, dentistas, políticos, letrados e analfabetos, todos com o coração transbordando de amor, tiveram a coragem de professar publicamente a pobreza, castidade e a santa obediência. Muitos desses já se encontram ante a face do Nosso Senhor e muitos outros hão de continuar a tão rica história desta fraternidade do Vale do Paraíba.

A pequenina fraternidade, cuja patrona é Nossa Senhora do Bom Sucesso, carrega em seu DNA a presença em grandiosas obras e ricas atividades de evangelização por onde seus membros passavam. Em meados dos anos 60 e 70 os irmãos se dividiam em pequenos grupos de catequese nas comunidades rurais Piracuama, Ribeirão Grande e Coruputuba, pois havia muitas crianças que não podiam se deslocar para a zona urbana para realizar os estudos catequéticos.

Nos registros da fraternidade estão bem explícitos os “círculos de estudos bíblicos”, ministrados rotativamente pelos seus membros, inclusive por Monsenhor João José de Azevedo. Estes círculos bíblicos eram abertos para toda a comunidade.

Monsenhor João José de Azevedo assistiu espiritualmente por muitos anos a fraternidade e, em vida, era um dos alicerces que mantinha de pé nossas estruturas. Após seu falecimento, em 1976, muitos problemas começaram a surgir, entre eles a falta de assistência espiritual, que interferia diretamente em vários outros âmbitos. A animação vocacional perdeu forças, deixando a fraternidade um longo período sem o ingresso de noviços ou profissão definitiva.

A fraternidade também sofreu com a falta de espaço físico para realizar os encontros mensais. O Monsenhor havia cedido gentilmente a capela de São José para os irmãos se reunirem e realizarem suas atividades. Porém, com o passar dos anos, foi necessário fechar as portas da capela por conta da degradação que o tempo impunha às estruturas centenárias, mas isso não era o suficiente para afastar os irmãos que se mantinham firmes nas reuniões, ora na casa paroquial, ora no centro pastoral. Até que os irmãos passaram a se reunir com frequência nas dependências do externatinho, no bairro Santana.

Há cerca de 5 anos chegava em nossa sede Frei Acácio Giovanelli, CFP, nosso atual assistente espiritual, que encontrou uma fraternidade abatida, com poucos irmãos, muitos já cansados por conta da idade avançada e quase que sem esperanças! Frei Acácio conseguiu resgatar o carisma franciscano que estava se perdendo no íntimo de seus corações.

Como que renascida das cinzas, hoje a fraternidade se reúne sempre no quarto domingo de cada mês nas dependências do convento Lar São Judas Tadeu, em frente ao Bosque da Princesa Isabel. Os encontros são sempre alegres, ricos de conteúdo e conhecimento, fazendo com que nossa sala fique pequena por conta do grande número de irmãos que compartilham suas experiências do “Jeitinho Franciscano de Ser no Mundo de Hoje”.

Nossos irmãos, com as esperanças renovadas e com o coração explodindo de ternura e amor pelo próximo, se reúnem em vários outros grupos, obras e projetos sociais:

Grupo Mães a Obra

O grupo confecciona roupas, uniformes para crianças carentes no mundo todo. Recentemente o grupo confeccionou uniformes para crianças de escolas em Moçambique e Haiti.

Grupo Fuxique

Grupo que confecciona artesanato para angariar fundos e aplica em várias outras obras sociais.

Casa de Apoio Sol Nascente

É uma obra de acolhimento a portadores do Vírus da Imunologia Humana e Síndrome da Imunodeficiência Adquirida. Pelo menos uma vez ao ano os irmãos se reúnem para uma convivência com os internos.

Lar São Vicente de Paulo

Os irmãos se reúnem no dia dos pais para preparar um almoço para os idosos.

Projeto Paz e Bem

Grupo que se reúne em várias datas comemorativas, levando para crianças da zona rural de Pindamonhangaba diversas atividades, como: recreação, apresentações culturais, teatrais, musicais, corte de cabelo, diversas oficinas sócio-educacionais, sempre acompanhados de um delicioso café da manhã e almoço!

 

Fraternalmente,

Júlio Martins, OFS

Ler 184 vezes

Galeria de Imagens

© 2016 - Ordem Franciscana Secular do Brasil.
Rua Adro de São Francisco, s/n, Saúde,
Zona Portuária, Rio de Janeiro – RJ
CEP 20081-290 - Fone: 55 (21) 2240-4565
Email: ofsbr@terra.com.br