Quarta, 18 Julho 2018 14:09

Laços do Carisma Franciscano

 

Compreender a vida, em sua extensão, ciclos e movimentos é uma oportunidade dada pelo Criador, sendo imprescindível para aquelas e aqueles que desejam viver o carisma franciscano, passando da Vida ao Evangelho e do Evangelho a Vida. A partir dessa compressão e compromisso, a vida franciscana, ou seja, o percurso da caminhada é por vezes longa, com altos e baixos, no entanto o carisma por ter raízes, profundidade e sustentação possibilita ampliar sua atuação através das ramificações que temos como Família Franciscana (religiosos, leigos, consagrados, idosos, adultos, jovens e crianças). É positivo realizar essa caminhada na unidade da missão.  

A Ordem Franciscana Secular (OFS) é formada por leigas e leigos engajados na igreja e na sociedade, que buscam incessantemente dar testemunho fiel do carisma franciscano secular. Seja na família, na fraternidade, no trabalho, nas relações sociais e vida pública. A atenção para com os jovens e as crianças é uma maneira toda especial de semear um mundo novo, a partir do sentido de uma vida Cristã e Franciscana. No artigo 25 das Constituições Gerais da OFS exorta-nos:

 “Favoreça-se a formação de grupos de crianças que, com a ajuda de uma pedagogia e de uma organização adaptada a idade delas, sejam iniciadas no conhecimento e no amor da vida franciscana” 

A Juventude Franciscana do Brasil (JUFRA), formada por jovens que sentem o chamado do Espírito Santo para a vida em fraternidade à luz do carisma franciscano, aprofundam sua vocação na OFS. A JUFRA tem um trabalho específico no acompanhando de grupos de crianças e adolescentes, conhecidas pela expressão Infância, Micro e Mini-Franciscanos (IMMF). Estes grupos também se organizam em fraternidades locais e são diretamente acompanhados e assessorados pelos/as jovens da JUFRA, que são responsáveis pelo acompanhamento formativo das crianças e adolescentes, que incluí a dimensão humana, social, cristã e franciscana. Nessas formações as crianças e adolescentes discutem, através de metodologias de aprendizagem ativas, temas como cidadania, respeito, cuidado com a criação, dentre outros. Neste contexto temos várias experiências espalhadas pelo Brasil do trabalho em parceria da OFS, JUFRA e IMMF entrelaçadas pelo carisma franciscano.

Nesse artigo desejamos falar com carinho especial sobre o exemplo a JUFRA do Valongo, semente plantada na cidade de Santos/SP que brotou e se mantém viva apesar das adversidades encontradas ao longo do tempo.

A fraternidade do Valongo é mais antiga do Regional de São Paulo, completou 45 anos de presença franciscana na Baixada Santista em 2018, com uma história de protagonismo dos jovens, e bons resultados, inclusive a partir dos Minis Franciscanos. Recentemente, a partir do ano de 2012, passaram por muitas dificuldades, tendo poucos jovens ativos. Perceberam a necessidade da volta do trabalho com a IMMF, fomentaram mais ainda o trabalho com crianças, que nesse caso foram os/as filhos/as dos/as irmãos/ãs da OFS.  

No Retiro anual promovido pela OFS Valongo a JUFRA foi estimulada a proporcionar o que chamaram carinhosamente como “retirinho” para os filhos dos irmãos da OFS, com atividades recreativas, na época com idades entre cinco e sete anos. O trabalho intensificou-se e a JUFRA assumiu o compromisso de trabalho contínuo, organizando dias de encontro, formação e lazer, tendo apoio da OFS. A cada ano as crianças foram crescendo em idade e quantidade. Atualmente estão em torno de 08 Minis Jufristas ativos, totalizando 15 crianças/adolescentes que estão ingressando. As idades variam a partir de 11 anos.

Percebendo a necessidade de uma atuação diferenciada para com os adolescentes mais "velhos", com idades próximas dos 15 anos, estimulando-os a fazerem a passagem para a JUFRA, promoveram uma “eleição simbólica” para a experiência de secretariado ainda na Mini Jufra. Esses adolescentes estão vivenciando a experiência do secretariado, vivenciando funções como formação, secretário fraterno, comunicação, DHJUPIC e financeiro, assumindo mais responsabilidades, para que possam fazer uma passagem da IMMF para a JUFRA de maneira tranquila, consciente e livre.

Registramos algumas palavras de incentivo do jufrista Rodrigo e da Adriana, animadora fraterna local e suas sugestões para que mais fraternidades de JUFRA e OFS desejem desenvolver esse trabalho com as crianças/adolescentes.

 

Que a fraternidade de JUFRA sinta-se responsável pelo trabalho com as crianças, a chamada Mini JUFRA. Para assim poder cativar essas crianças para o carisma jovem franciscano. Que a OFS procure apoiar e ver a realidade de sua fraternidade, pois é na fraternidade local que precisa criar maior carinho, atenção e amor por esse trabalho primoroso com as crianças.

Rodrigo Paixão

Vice-Secretário Regional da JUFRA de São Paulo e Jufrista da JUFRA Valongo

Como animadora fraterna, lembro que entrei muito jovem na OFS. Gostaria de incentivar a criação da Mini JUFRA, não apenas pensando na renovação da OFS e JUFRA. Mas sim, na formação de pessoas, seres humanos diferentes, líderes para a sociedade. Ter a JUFRA e Mini JUFRA é preparar essas crianças, adolescentes e jovens para que sejam pessoas diferentes no mundo. E mesmo que esse Mini Jufrista não se torne um Jufrista, ou esse Jufrista não se torne um membro da OFS, ele, ou ela, será uma pessoa diferente no mundo. E só por isso já vale muito a pena.

Adriana Reis

Vice-Ministra da Fraternidade OFS Valongo e Animadora Fraterna Local JUFRA do Valongo

 

 

 

Read 249 times
© 2016 - Ordem Franciscana Secular do Brasil.
Rua Adro de São Francisco, s/n, Saúde,
Zona Portuária, Rio de Janeiro – RJ
CEP 20081-290 - Fone: 55 (21) 2240-4565
Email: ofsbr@terra.com.br